importação no e-commerceImportação no E-commerce : 4 inovações para melhorar sua competitividade

O surto de coronavirus derrubou seu faturamento, e a saída foi criar ou aprimorar seu canal de vendas digitais, certo?

Esse cenário é comum a muitos clientes e provavelmente também é comum a você, leitor.

Como já apresentamos no blog, diversas mudanças foram aceleradas, e a necessidade de se adaptar se tornou prioridade.

No último post, comentamos sobre de que forma a importação poderia melhorar, e muito, o curso de desempenho do seu e-commerce.

Simultaneamente, mesmo para quem já importa, o e-commerce traz novidades e desafios inéditos.

Hoje vamos nos aprofundar um pouco mais nesse tema da importação no e-commerce, te oferecendo dicas valiosas num mercado extremamente competitivo.

Se interessou? Então segue com a gente.

 

Aproveitamento logístico e da tecnologia

Galpão e-commerce produtos importados

Primeiramente, o grau de competição do e-commerce é muito elevado, afinal, a concorrência é ampla.

Se imaginarmos que o padrão de entrega esperado pelo nosso cliente seja o da Amazon, então é necessário que a cadeia logística seja competitiva e eficiente.

Para buscar um negócio mais competitivo, já apontamos para a importação direta como diferencial.

Pois, apesar de a grande maioria dos segmentos terem produtos importados, a importação direta ainda é incomum no Brasil.

Já em relação à eficiência da cadeia logística, dependendo do tamanho e demanda do seu negócio, investigar a viabilidade de um centro de multi-distribuição, pode ser uma saída.

Já trabalhamos aqui o conceito de lote econômico na importação, que seria a quantidade ideal para importar um produto. Considerado suas características e seu valor no mercado interno.

O que pode acontecer é que esse volume de produtos não possa ser absorvido pelo seu estoque.

Dessa maneira, pensar em portos-secos pode ser um desafogo logístico. A resposta estará na análise dos números.

Reforçando, portanto, a importância do zelo com os dados da empresa. A redução de custo só se inicia quando conseguimos mensurar os gastos e arrecadação.

Com dados e bons analistas, as dificuldades e possíveis soluções serão apontadas.

Porém, existem alguns pontos que costumam ser gargalos da operação, e que devem ter sua atenção, sobretudo quando falamos da importação.

 

1. Diminua a papelada e os prazos da importação no e-commerce

(Ilustrativo) Papelada da importação

Todos sabemos ou já ouvimos falar dos “monstros da importação”, a burocracia e seus documentos.

É verdade que existem diversos documentos necessários para importação, como conhecimento de embarque, proforma, contrato de câmbio, packing list e afins.

Porém, o que observamos ao longo dos anos é que a dificuldade está na maioria das vezes internalizada.

A Receita pode parametrizar sua mercadoria randomicamente em canal vermelho, ou qualquer outro problema pode surgir em razão de outros elos.

No entanto, algumas variáveis podem ser antecipadas e trabalhadas para evitar inconvenientes.

Posso citar um exemplo, em que o representante de compras do nosso cliente precisava de um produto com certa urgência, pois seu estoque estava acabando.

O produto estava pronto no país de origem, precisavam apenas fazer o aporte de 70% restantes para embarcar.

Resultado, o câmbio foi autorizado quase duas semanas depois, junto com o pagamento de outros processos.

A produção foi colocada em risco por um detalhe, o pedido foi colocado internamente, mas sua urgência se perdeu nos elos da comunicação.

Tudo isso poderia ter sido resolvido com tecnologia, sim, um sistema ERP bem integrado. Existem ferramentas excelentes com diversos módulos, onde o controle da informação de vários setores pode ser feito.

Além de serem automatizadas diversas tarefas, a aproximação de compras e financeiro, por exemplo, fica mais simples, sobretudo em grandes operações.

Sem contar que estes sistemas geram um grande dataset, permitindo análises por meio de aplicativos de business inteligence.

Isso permitirá aos tomadores de decisão mudar a direção do seu barco fugindo dos icebergs.

E tão importante quanto o câmbio, é o controle do estoque, e é sobre ele que vamos falar no próximo tópico.

2.Use seu armazém para importação do seu e-commerce de forma mais eficaz 

QR Code - Rastreio produtos importados para e-commerce

Como já mencionamos diversas vezes, o planejamento dos embarques vai nos indicar uma quantidade ideal para a importação do seu e-commerce.

Mas o fator de decisão será a sua capacidade, e pode ser que o estoque defina esse limite.

Aqui está uma tarefa bastante complicada, provisionar sua demanda futura para o período entre a colocação do pedido e sua entrega.

O ideal seria que com a entrega do último produto, batesse o caminhoneiro para descarregar a importação no seu armazém.

Porém, não é plausível esperar que isso aconteça. E em geral o custo de armazenagem até que o pedido chegue incrementa de 15 a 20% o valor do produto.

Mas é possível otimizar seu espaço e permitir trabalhar com margens maiores.

A aplicação de tecnologia pode melhorar seus custos. Códigos de barra, por exemplo, permitem que você saiba “o quê”, “quem” e “quando” de todas as atividades dentro do armazém.

Os códigos de barra podem ser utilizados no recebimento, reabastecimento, coleta, envase, embarque, retorno entreoutros.

Enfim, o foco da aplicação de dispositivos deve ser buscar dados limpos do seu negócio.

Eles te permitirão visualizar melhores layouts, circulação de produtos, eficiência do trabalho, armazenagem, e até segurança.

Ademais, um produto final competitivo é a soma da competitividade de todas as partes da cadeia.

Isso inclui a assertividade das vendas. Conhecer seu comprador é o primeiro passo para levar seu e-commerce para outro patamar.

Personalização é tudo

Conhecer seu cliente médio, é o primeiro passo para descobrir a melhor maneira de se comunicar com ele.

Assim, é possível descobrir o que o levou a consumir determinado produto ou marca.

Desta maneira, dados de tráfico, interações no site, compras e produtos, são fontes muito valiosas de informação.

Segundo estudos da Gartner, uma personalização bem aplicada pode não só gerar 15% a mais de lucro para o seu negócio, assim como funcionar como estratégia para acessar novos mercados.

De acordo com pesquisas americanas, 75% dos consumidores são mais propensos a comprar de um distribuidor que reconheça-o pelo nome, ou seja, recomende opções considerando suas compras anteriores ou histórico de compras.

Outro bom exemplo que podemos citar, é a expansão a novos mercados. Vamos supor que seu próximo plano seja explorar a America Latina.

Antes de tudo, é imprescindível que seu site tenha uma versão em espanhol, e sobretudo versões mobile, pois essa é uma tendência mais e mais forte.

3.Foque nas versões mobile

m-commerce

As expectativas para o e-commerce pelos smartphones são de 3,5 trilhões de dólares no mundo em 2021.

Isso representa enormes 73% do volume do e-commerce. É inegável o número de oportunidades que as versões mobile podem trazer.

Essas dimensões se ampliam quando reduzimos nosso grupo de análise para as gerações mais novas, como a geração z e os millenials.

O gráfico abaixo representa em percentual as pessoas de cada geração que fizeram compras por impulso nos últimos 90 dias, nos EUA em 2017:

Consumidores compulsivos

Segundo pesquisa, no Brasil, cerca de 85% dos consumidores já fizeram compras com smartphone.

Posto em perspectiva, isso representa um crescimento exponencial. Tomando em comparação o ano de 2015 em que essa cifra era de 41%.

A combinação da Plataforma correta e das análises do seu nicho, te proporcionarão investidas mais performáticas.

Novamente, seu plano de fundo são os dados, que em geral, são trazidos por meio da inteligência artificial.

Evolução de consumidores móveis
Fonte: Panorama Mobile Time/Opinion Box – Comércio móvel no Brasil – setembro de 2019.

O gráfico nos indica esse crescimento do comércio móvel no Brasil, de um setor que apesar das crises que o país tem sofrido, não para de crescer.

O mercado tem se adaptado a todas estas novidades, e quem não o faz, fica para trás.

Outra fonte que pode agregar na visibilidade do e-commerce, são as redes sociais.

4.Use as redes sociais ao seu favor

As redes sociais têm se tornado dominantes. Podemos ver compradores fazendo consultasse acessando os produtos pelas páginas das marcas online.

Propaganda em redes sociais desempenha um grande papel em influenciar as pessoas a comprar.

Praticamente todas as redes permitem aos anunciantes ter um espaço para propaganda e nenhum deles está vazio.

Pois, além de saber qual é o seu cliente médio, é preciso saber onde encontrá-lo.

Os consumidores utilizam as redes por infinitas horas. Portanto, é de se supor que é lá onde seus consumidores estarão.

Além disso, marcas podem se vincular com influencers, estrategicamente alinhados a um mesmo público.

De qualquer direção que se visualize, as redes sociais são um poderoso aspecto do nosso quotidiano, e por consequência podem proporcionar enormes resultados.

Popularidade das redes sociais

No gráfico acima, temos os aplicativos mais instalados nos smartphones no Brasil. De maneira geral, esse é o tamanho do potencial de penetração do seu negócio ao utilizá-las.

Redes sociais por frequência de uso

Outra informação relevante é a frequência a qual as pessoas podem ser expostas aos seus anúncios, o gráfico acima nos permite ter uma melhor visualização.

 

Conclusão:

Vimos com mais detalhes a importância da aplicação de novas tecnologias no e-commerce de ponta a ponta.

Mais do que isso, demonstramos que para que seu negócio digital tenha alcance e competitividade, é necessário que todos os elos envolvendo produto, marca e confiança trabalhem em conjunto.

Investimentos em tecnologia achatam a curva de custos fixos a médio e longo prazo, e trabalham em favor do desempenho.

Simultaneamente, a importação direta encaixada com o plano estratégico e operacional são fonte de oportunidades.

Estamos incluindo, por exemplo, redução de custo, aumento de portfólio e a possibilidade de acesso a mercados estratégicos.

Vimos também a importância dos dados como base de análises. Dessa maneira, tanto a extração como o filtro de relevância deles deve ser feito por meticulosamente.

A IBSolutions pode fornecer essas análises ao seu negócio, e fazer da importação direta uma grande fonte de competitividade para o seu e-commerce.

Nossos serviços vão desde a análise inicial do seu projeto até a coordenação dos elos até a entrega da mercadoria no seu armazém de distribuição.

 

Questione, aja e conquiste.

 

Ficou curioso para saber como podemos ajudar seu negócio digital? Entre em contato conosco.

.